Carpegiani

Carpegiani

Paulo César Carpegiani

Posição: Meio-Campo
Data de Nascimento: 07/02/1949
Naturalidade: Erechim (RS)

Carreira:
Internacional: 1970 - 1977
Flamengo: 1977 - 1980

Títulos:
Campeonato Gaúcho - 1970 - Internacional
Campeonato Gaúcho - 1971 - Internacional
Campeonato Gaúcho - 1972 - Internacional
Campeonato Gaúcho - 1973 - Internacional
Campeonato Gaúcho - 1974 - Internacional
Campeonato Gaúcho - 1975 - Internacional
Campeonato Brasileiro - 1975 - Internacional
Campeonato Gaúcho - 1976 - Internacional
Campeonato Brasileiro - 1976 - Internacional
Campeonato Carioca - 1978 - Flamengo
Campeonato Carioca - 1979 - Flamengo
Campeonato Carioca Especial - 1979 - Flamengo
Campeonato Brasileiro - 1980 - Flamengo

Nascido no nordeste do Estado, Paulo César estava sendo esperado no Grêmio quando um carro abordou o seu na estrada e foi convidado para treinar no Internacional. Rapidamente, sob o olhar atento do técnico Daltro Menezes, o talentoso meio-campista foi guindado ao time principal.

Conhecido no Inter como Paulo César, começou a jogar na equipe principal em 1970. Adotou o nome Carpegiani na Copa de 1974, para não haver confusão com o outro famoso Paulo César, o Caju. Como não tinha vaga no meio, jogou de volante. Foi titular do time até 1976, sempre como um dos principais jogadores do time.

No Internacional, Carpegiani participou de quase toda a série do octacampeonato gaúcho, foi bicampeão brasileiro e passou para a história como um dos maiores jogadores do clube em todos os tempos. Formado no futebol de salão, tinha total domínio da bola, visão de jogo e passe quase perfeito. Se Caçapava era puro vigor, e Falcão classe absoluta, Carpegiani era o toque técnico e habilidoso do meio-campo colorado nos anos 70.

Em 1977, mudou para o Flamengo, onde no início dos anos 80 começou a carreira de técnico. Depois seguiu a carreira de treinador e, em 1998, foi o técnico do Paraguai que fez boa campanha na Copa do Mundo da França, se notabilizando por um eficiente sistema defensivo que era composto pelos colorados Gamarra e Enciso.

FONTE: site "Clássico Gre-Nal - A maior rivalidade do Brasil"
(http://www.classicogrenal.com.br/)



Voltar
Loja Virtual